Pausa para um café #05: Garotas jovens com o mundo nas costas

By Rissellie zani - 10.3.15

O meu futuro começou cedo

Eu trabalho desde os dezesseis anos, não por ter sido obrigada pelos meus pais, mas sim por querer minha independência financeira, minha mãe desde muito nova teve que batalhar para sobreviver (neste caso a vida a obrigou a fazer isso), descobri que responsabilidades pesam muito e escolhas erradas podem causar danos a terceiros dentro do seu ambiente de trabalho.  
Com o tempo, fui adquirindo maturidade e perdendo a timidez, conversava com adultos como se eu fosse uma. Eu não me permitia mostrar a verdadeira Rissellie, ali eu deveria resolver situações e impor minhas opiniões.  De certa maneira fui obrigada a construí minha personalidade mais cedo, não tive tempo de cometer erros bobos, que eram normais para outras adolescentes.

Ao decorrer do tempo, ganhei cargos de confiança, que eu precisava me doar dez vezes mais. Ainda é assim hoje. Faltam 11 dias para eu completar 20 anos, tenho ‘’bagagem’’, aprendi a não ter vergonha de admitir meus erros, pois eu aprendo com eles e me cobro de uma maneira inimaginável. Além de tudo isso que você leu, faço faculdade e tento dar atenção para todas as pessoas que fazem parte da minha vida. Já chorei, sorri e me estressei...



Eu não sou a única, milhares de garotas estão neste exato momento passando pelo mesmo que eu, rezando para tudo dar certo e ter paciência (muita, mas muita paciência) com clientes ignorantes que pensam em ser melhores do que você só por usar um terno caro. Dia oito foi o dia internacional das mulheres, dia oito foi o dia em que eu mais li besteiras machistas nas redes sociais, não se abalem, a vida é uma grande batalha para nós e não vamos dar o gostinho de desistir.

Parabéns para nós e para todos os homens que nos apoiam. 


  • Share:

You Might Also Like

0 comentários