Três títulos nacionais que valem o meu dinheiro

19.8.14



Já cansei de ouvir ''Não tenho ninguém para ir ao cinema comigo hoje'' como se precisássemos de alguém para apreciar qualquer coisa nesta vida, isso não significa que devemos aderir a solidão e ficar 24 horas por dia em nossa própria bolha, mas deixar passar um filme que queremos assistir por falta de companhia é tolice. Isso implica também os gostos peculiares, documentários; os nacionais (comédia não entra nesse quesito); de continentes que não sejam a América do Norte ou até mesmo curta-metragens.

E o que isso tem haver com o conteúdo de hoje? Tu-do. Escolhi três filmes nacionais que valem a pena pagar o ingresso para apreciar, indico para aqueles que não gostem que deem uma oportunidade. Como podemos dizer que não gostamos de algo se não experimentarmos?


Estação Liberdade dirigido por Caíto Ortiz 
Genêro: drama



''Em crise no trabalho, no casamento e desconectado do mundo a sua volta, o sansei Mario Kubo (Cauê Ito) recebe uma carta do Japão que traz para ele um conteúdo indecifrável. Apesar da descendência, ele não fala o idioma, tampouco segue filosofias orientais. Totalmente ocidentalizado, esse "japa" - como é chamado nas ruas da metrópole - se depara com o seguinte dilema: não se sente brasileiro, muito menos japonês. Por uma sucessão de acasos, ele desce do último trem na Estação Liberdade, no bairro oriental de São Paulo, começando uma jornada noite adentro em busca de algo que ele ainda não sabe o que é. ''


O Mercado de Notícias dirigido por Jorge Furtado
Gênero: documentário



''O Mercado de Notícias é um documentário sobre mídia e democracia, que intercala depoimentos de treze jornalistas brasileiros com trechos da peça "The Staple of News", escrita pelo inglês Ben Jonson em 1625, quando do surgimento do jornalismo, e traduzida por Jorge Furtado e Liziane Kugland. A comédia de Jonson, montada e encenada especialmente para a produção do filme, revela sua espantosa visão crítica, capaz de perceber na imprensa de notícias, recém-nascida, uma invenção de grande poder e grandes riscos.
O filme traz entrevistas com importantes nomes do jornalismo brasileiro: Bob Fernandes, Cristiana Lôbo, Fernando Rodrigues, Geneton Moraes Neto, Janio de Freitas, José Robert Toledo, Luis Nassif, Leandro Fortes, Paulo Moreira Leite, Maurício Dias, Mino Carta, Raimundo Pereira, Renata Lo Prete.''



O Homem das Multidões dirigido por Marcelo Gomes e Cao Guimarães
Gênero: drama


''Belo Horizonte, Minas Gerais: duas estórias de solidão diferentes. Juvenal, condutor de trem do metrô, enfrenta a impossibilidade de estar só. Para se sentir melhor, ele se mistura na grande multidão da cidade. Margô, controladora de estação do metrô, não consegue se desprender das redes sociais, trocando o mundo real pelo mundo virtual. ''


Para saber mais sobre cada um a cima, é só clicar no título, o link irá te direcionar para a página Adoro Cinema - um dos meus sites favoritos - onde você vai ter acesso á todos os detalhes do filme e sessões na sua região. A sinopse não foi desenvolvida por mim, foi retirado do site oficial de cada um.


Cinema, um dos melhores lugares do mundo para se ir sozinho! Compre sua pipoca e refrigerante, escolha sua cadeira no canto ou no meio, tanto faz, desligue o celular e aproveite o seu momento. 

You Might Also Like

0 comentários

@3VPS